Discover new exceptional pricing on Storz & Bickel

Erva-mate (Ilex paraguariensis)

5488 Herbs of the Gods

4,95 € *
Quantidade Preço unitário
Até 3 4,95 € *
De 3 4,65 € *
De 5 4,36 € *
De 10 4,06 € *
+

In stock

  • Free shipping at €50
  • Everything you need
  • Exceptional service
  • 5488
A erva-mate é conhecida como o ingrediente principal do chá-mate (chimarrão, no Brasil), feito das folhas secas e das lascas dos ramos da perene illex paraguarensis (erva-mate). É uma sempre-verde da família das aquifoliáceas. Cresce na Argetina, no Chile, no Perú e no Brasil, mas é mais abundante no Paraguai, onde também é cultivada. A planta é vagamente classificada, de acordo com a medicina natural ocidental, como aromática, estimulante, amarga, laxativa, astringente, diurética, purgativa, sudorífica (induz o suor), e febrífuga (reduz a febre). A erva-mate contém inúmeras vitaminas e minerais.

A erva-mate adquiriu o seu nome a partir da caneca tradicional (chamada mati) usada para a beber. No Brasil esta caneca tem muitos outros nomes, entre eles "cuia". A caneca, na sua origem uma cabaça seca e decorada, hoje em dia pode ser feita de quase qualquer coisa. Na América do Sul ainda se usa a cuia tradicional para beber o chá-mate, com a ajuda de uma palhinha especial (com um coador aplicado) de metal ou de madeira, chamada "bombilla".

Efeitos

O uso do chá-mate é quase tão comum na América do Sul como o uso do café e do chá no resto do mundo. Os nativos Guarani, todavia, mantiveram o uso do chá-mate para fins naturais e saudáveis. Usam-no para melhorar a imunidade, limpar e desintoxicar o sangue, tonificar o sistema nervoso, restaurar a cor do cabelo, retardar o envelhecimento, combater a fatiga, estimular a mente, controlar o apetite, reduzir os efeitos de doenças debilitantes, reduzir o stress, e eliminar a insónia.

Uso

Para preparares a infusão de erva-mate, as folhas secas e moídas da erva são colocadas dentro da caneca mati e junta-se-lhes água quente (aproximadamente a 70º C). A infusão é sugada com uma palhinha de metal chamada "bombilla," a qual tem um coador na parte inferior para impedir que as folhas moídas cheguem à boca. Há muitas técnicas diferentes para preparar a bebida, mas aqui está um método bastante tradicional:

• Enche a caneca mati com erva-mate até 3/4 da sua capaciade. A variação que te dará mais chá por infusão e um sabor menos potente é encher a caneca mati apenas até metade, ou mesmo um pouco menos que isso.
• Junta água quente quase até encheres a caneca. Não te preocupes se algumas das folhas permanecerem secas e flutuando ao de cima. Estas absorverão eventualmente a água nas infusões seguintes.
• Deixa repousar alguns segundos, e volta a encher a caneca com água quente quando a anterior já foi absorvida pelas folhas secas da erva-mate.
• Quando a água já não for absorvida, fecha a boquilha da "bombilla" com o polegar e insere-a firmemente na caneca mati.

Algumas pessoas juntam açúcar e/ou algumas outras ervas (tais como mentol, por exemplo) à mistura. Outras pessoas substituem a água por leite, especialmente quando é para dar às crianças. Bebe, e reenche a caneca mati com água quente muitas vezes, até que o líquido resultante já quase não tenha sabor. A extracção repetida com água quente parece ser um método eficaz de extrair as propriedades benéficas da planta.

Partilhar o chá-mate é um sinal de amizade e de união, e por isso observa-se e celebra-se ainda uma certa tradição cerimonial, apesar dos bares de cha-mate serem também muito populares.

Ligações

A maior parte desta informação é baseada neste útil website. Também a Erowid fornece muita informação. Encontra aqui outro relatório botânico/histórico, e na Wikipedia podes encontrar extensas descrições sobre a preparação e o consumo do chá-mate.

Fragen und Antworten more

Erva-mate (Ilex paraguariensis) Questions

Questions

The fields marked with a * are mandatory. The email address will not be published.

Ask a question

Eigenschaften