EnciclopédiaUsar drogas psicadélicas com segurança

Azarius

  • $

$ 0, -

0,00 US$

Usar drogas psicadélicas com segurança - Enciclopédia

Mostrar menu Fechar menu

Usar drogas psicadélicas com segurança

9 Comentários

Substâncias psicoactivas
Algumas regras
Doses
Avisos
Em caso de crise
Ligações / mais informação

Começamos com uma frase de Timothy Leary: "O ácido não é para todos os cérebros – apenas as pessoas saudáveis, felizes, completas, bonitas, positivas, bem-dispostas e rápidas, devem procurar esta experiência. Este elitismo é completamente auto-determinado. A não ser que sejas auto-confiante, independente, auto-selecionado, por favor abstém-te."
Este artigo não é sobre ácido (LSD), visto que iremos apenas falar das substâncias psicadélicas que provêm diretamente da Mãe Natureza. Mas a frase de Timothy Leary aplica-se igualmente a todas as drogas naturais psicadélicas. Em geral, estas amplificam a tua disposição, por isso deves manter-te positivo! Sempre que resolveres tripar, lembra-te disto.

Substâncias psicoactivas

Existem várias categorias, cada uma com vários tipos diferentes de substâncias psicoactivas (ou enteogénicas, psicadélicas, como preferires chamar-lhes). Cada uma destas tem efeitos diferentes, e esses efeitos por sua vez variam de pessoa para pessoa. Por isso é difícil dar-te regras ou guias gerais que te garantam uma trip divertida e significante, em vez de uma má trip ou experiências negativas. Mas, para tua segurança, vamos tentar! Listamos primeiro algumas das substâncias psicoactivas mais usadas, para termos a certeza que te informamos sobre a droga da tua escolha.

Cogumelos mágicos

O Psilocybe cubensis, as pedras filosofais e o amanita-das-moscas (Amanita muscaria) são os cogumelos psicoactivos mais usados.

Não comas 4 horas antes de tomares os cogumelos. Durante a trip bebe suficiente água, sumo de fruta ou chá sem teína. Experimenta os efeitos dos cogumelos num ambiente sossegado, familiar e seguro, e com pessoas com quem te sintas confortável. Durante a primeira hora da trip podes sentir algumas náuseas. Estas normalmente desaparecem quando as substâncias ativas começam realmente a funcionar.

Os efeitos máximos da trip de cogumelos duram normalmente entre 4 a 6 horas. Os componentes ativos são a psilocibina e a psilocina, os quais são quimicamente semelhantes à dimetiltriptamina (DMT), uma substância que ocorre naturalmente no cérebro humano. De um ponto de vista físico, a psilocibina e a psilocina são completamente seguras. A psilocibina faz frequentemente com que as pessoas bocejem ou chorem sem estarem cansadas ou tristes.

O Psilocybe cubensis não é um cogumelo que deva ser tomado frequentemente, apesar de não criar habituação. Devido à excitação causada pela trip, as pessoas costumam querer tomar os cogumelos novamente em pouco tempo, mas desse modo podem desenvolver tolerância à psilocibina. Especialmente se voltares a tomar dentro de uma semana, os feitos serão menos fortes. Se tomares cogumelos apenas algumas vezes por ano, a viagem será sempre nova e fresca.

Os efeitos do Amanita-das-moscas baseiam-se num componente diferente do dos cogumelos Psilocybe cubensis e pedras filosofais. As náuseas são mais comuns, e a trip normalmente dura mais tempo. Em muitos casos, as náuseas podem ser diminuídas se fumares cannabis antes de consumires o cogumelo.

Salvia divinorum

É importante usares a Salvia num ambiente calmo, escuro ou com luz suave. A Salvia, decididamente, não é uma droga para festas! Ver televisão pode ser assustador ou demasiado impressionante. Se não tens qualquer experiência com Salvia ou com outras substâncias enteogénicas, deves ter ao teu lado alguém em estado sóbrio.

Algumas pessoas reportam uma pequena dor de cabeça, irritação dos brônquios, insónias ou nervosismo. Estes sintomas são normalmente reportados por pessoas que fumam a Salvia, e não por quem a mastiga.

Ayahuasca

A Ayahuasca pode ser preparada com diferentes plantas. A potência desta poção varia radicalmente de uma preparação para outra, e os efeitos psicoactivos podem ser de natureza completamente diferente. Em grande parte, isto depende da capacidade do xamã que prepara a poção, assim como das misturas adicionadas. A Ayahuasca não se aplica bem a trips recreativas (o sabor da poção é muito amargo, e as náuseas são muito comuns), e é normalmente tomada para obter informação ou ajuda.

Cada trip pode tomar uma direção completamente diferente. Ao entrares noutras dimensões, podes sentir que estás a abandonar o plano do corpo físico, e que, por exemplo, flutuas no ar. A maneira mais comum e talvez mais satisfatória de usar a Ayahuasca é num ambiente natural. Muitas pessoas procuram obter respostas destas plantas e melhorar a sua vida através da experiência que a poção lhes proporciona.

A Ayahuasca contém inibidores da MAO, e não deve ser misturada com algumas outras drogas, medicamentos, ou comidas. Por favor lê a nossa página sobre inibidores da MAO!

Sementes de Morning Glory (Ipomea violacea) e de Hawaiian Baby Woodrose (Argyreia nervosa)

Estas sementes contêm LSA, uma substância natural quimicamente semelhante ao LSD. Tenta não comer 4 a 6 horas antes de ingerires as sementes. Deves mastigar as sementes durante bastante tempo, pois as substâncias ativas são absorvidas pela membrana mucosa da boca.

Não mistures LSA com álcool, inibidores da MAO, ou outras drogas.

Cactos

De todas as plantas psicadélicas, a potência varia mais nos cactos San Pedro e Peyote. Por isso, é melhor não tomares a dose toda de uma vez, mas gradualmente: toma metade, espera 60 a 90 minutos para veres que efeitos sentes. Depois, se desejares, toma metade do que sobrou, e por fim, se necessário, repete.

Estes cactos também podem causar náuseas antes da trip começar. Isto é completamente normal e desaparecerá assim que começares a tripar.

Não mistures com álcool, inibidores da MAO ou outras drogas.

Kratom

O Kratom não é uma planta que gere fortes alucinações mas é considerada psicoativa. Lembra-te que os seus efeitos são estimulantes em doses baixas, e sedativos em doses mais altas. Aconselhamos-te a não usares Kratom frequentemente: não mais que uma vez por semana ou duas vezes por mês. Isto evita habituação e ajudar-te-á a desfrutares completamente dos efeitos. Não uses Kratom se tomas inibidores da MAO.

Iboga

Da primeira vez que experimentares esta planta toma uma dose pequena (0,5 – 1 gramas) para testares a tua sensibilidade à mesma. É mais seguro tomares esta droga com um amigo em estado sóbrio, preferencialmente experiente, ao teu lado para evitar acidentes.

Algumas regras

Se estás deprimido, demasiado chateado com o mundo, doente, ou apenas interessado em esqueceres problemas e em divertires-te, não tomes drogas psicadélicas. As substâncias do tipo LSD, incluindo a psilocibina, são como lupas mentais, e se já te sentes mal à partida passarás a trip toda num estado ainda pior. O viajante mais hábil conseguirá talvez usar isto em sua vantagem e resolver o problema durante a trip, mas não é agradável e não recomendamos aos principiantes.

Se, por outro lado, és saudável, feliz, e com vontade de visitar outro mundo, a experiência será positiva.

Uma experiência em conjunto não deve consistir de um grupo muito grande, pois isso pode causar tensões e conflitos. Duas a quatro pessoas será o número ideal. Tripar sozinho em geral não se recomenda, mas há pessoas que o preferem. É bom se os teus companheiros de viajem já tiverem alguma experiência com substâncias psicadélicas, mas não é necessário. Também não é necessário que um de vocês se mantenha completamente sóbrio, mas é sem dúvida melhor se alguém experiente (a ama) tomar apenas uma dose mais fraca.

O mais importante é que haja confiança entre todos os membros do grupo. Se for preciso tomar decisões, toda a gente deve concordar. Por exemplo, se alguém sugerir algo como pôr música a tocar, não deve fazê-lo se outro membro do grupo não se sentir confortável com isso. É boa ideia discutirem estes assuntos antes da trip.

O local deve ser familiar, seguro e confortável para todos. A sala de estar seria melhor para a primeira vez, mas também ao ar livre num jardim, bosque ou parque pode ser agradável. De preferência longe do barulho e do caos da cidade, para poderes desfrutar da paz e do sossego da natureza.

Não recomendamos, especialmente durante a primeira trip, o contacto com o “mundo exterior”, como ir a locais públicos, telefonar a amigos, ou enviar emails.

Considera “fazer as malas” uns dias antes da trip: carrega o teu cérebro com informação interessante e animadora como documentários, filmes ou livros. Tenta estar em paz e evita situações stressantes. Isto pode ter um impacto positivo na tua trip, tornando-a ainda mais fascinante.

Não comas comida pesada ou gordurosa algumas horas antes da trip, e não comas nada a partir de 3 horas antes da trip. Certifica-te de que tens bebidas e algo para comer durante ou depois da trip.

Para uma melhor experiência visual (de olhos fechados), desliga todas as luzes. Isto é especialmente importante com doses mais altas.

Para obteres a melhor experiência psicadélica possível necessitas de alguma prática. Com esta aprendes o que podes ou não influenciar. Não vale a pena tentares resistir ao que não podes influenciar, e é pena não usares o que podes para direcionares a trip. Uma vez começada, a trip psicadélica já não se pode parar. Quando a tua consciência estiver cheia de imagens vívidas e pensamentos impressionantes, não entres em pânico. Não olhes fixamente para o relógio à espera de voltares ao normal, e mantém o telefone desligado. Normalmente é melhor seguires o teu plano original, por exemplo mantendo as luzes desligadas, estando sentado ou deitado, respirando calmamente, e reconhecendo a beleza das imagens dinâmicas que vês, mesmo que a princípio estas te enervem ou assustem. Se todavia continuares a sentir necessidade de pedir ajuda, pede a alguém com experiência com substâncias psicadélicas. Não telefones à tua família ou aos serviços de urgência, pois normalmente estas pessoas não fazem a mínima ideia de como tratar de ti enquanto estiveres num estado cognitivo dissociativo.

Pode acontecer que durante a trip interpretes os sinais do teu corpo de maneira diferente. Por isso, se te sentires irritado ou insatisfeito, tenta ir à casa de banho ou bebe qualquer coisa. Mas, por outro lado, não continues a tentar coisas como ajustar o aquecedor, ligar as luzes, pôr outra música a tocar, etc.

Por favor evita tomar outras drogas durante a trip. Há apenas uma exceção que achamos valer a pena mencionar, que é a Cannabis. Se fumada durante a trip pode ter três efeitos: se fumada antes ou no princípio da trip normalmente torna a “passagem” mais fácil; se fumada no auge da trip, intensifica-a; se fumada depois do pique prolonga o efeito. Nota que estes são apenas os efeitos normais, e podem variar de pessoa para pessoa. Um “efeito secundário” agradável da Cannabis é a redução das náuseas, as quais são causadas pela maioria das substâncias psicadélicas.

Mesmo que sigas todas estas recomendações podes todavia passar alguns momentos menos agradáveis, e também pode acontecer que não tenhas uma má trip mesmo que ignores estas regras. Cada trip é um desafio, e como regra básica tem momentos bons e momentos maus. Por isso, quanto tiveres um momento perturbante, não penses que estás a ter uma má trip e que esta se manterá assim até terminar! Normalmente os momentos de pânico duram apenas alguns minutos, a não ser que, claro, tentes resistir à experiência, algo que em grande parte está nas tuas mãos (boa preparação, uma ama ou um guia capaz, etc). Entregares-te à experiência, mesmo que te pareça estranha a dissolução do teu ego, é a melhor maneira de saíres de uma “fase má”.

Este texto baseia-se em The Psychedelic Experience FAQ - Erowid.

Doses

O website Erowid diz, sobre doses: "Estabelecer a dose certa pode determinar a diferença entre uma experiência negativa ou positiva. Tomar uma dose muito baixa pode ser irritante e desconfortável. Tomar uma dose muito alta pode ser assustador ou possivelmente perigoso. Cada indivíduo reage de maneira diferente a várias substâncias e doses. Descobrires a tua dose certa é o truque necessário.

Algumas pessoas gostam de doses mais altas, outras de doses mais baixas. Não há nada de errado com cada uma destas preferências, desde que ambas sejam tomadas com responsabilidade. As doses mais baixas são mais baratas, normalmente mais seguras, e há menos possibilidade de achares a experiência demasiado impressionante. Normalmente são melhores para experiências em público, onde precises de interagir com outras pessoas. As doses mais altas são normalmente mais intensas e há menos possibilidade de teres uma reação demasiado baixa ou de não sentires nada. Muitas pessoas gostam de doses mais altas pelo nível de exploração que estas permitem. As doses mais altas são geralmente melhores num local seguro, onde seja possível mexeres-te à vontade ou deitares-te.

Quando escolheres uma dose, considera onde vais estar durante a trip, que tipo de disposição mental terás, e que tipo de experiência desejas (preparação e ambiente). O peso do teu corpo, o teu sexo, os medicamentos ou outras drogas que tomas, e a tua saúde no geral podem afetar a dose, assim como o que comeste durante o último dia, quando e quanto".

Este artigo baseia-se em Psychoactive Dosages - Erowid.

Avisos

Não operes maquinaria pesada. Não conduzas. Não uses substâncias psicoactivas se estiveres grávida.

As pessoas que atravessam problemas psicológicos ou emocionais no dia-a-dia devem ter cuidado ao decidirem usar substâncias psicadélicas, pois estas podem causar ainda mais problemas.
As pessoas com história de esquizofrenia ou doenças mentais na família devem ter cuidado extremo, pois as substâncias psicadélicas são conhecidas por despertarem problemas psicológicos e doenças mentais latentes.
Não uses se tiveres menos de 18 anos. Consulta sempre o teu médico se tiveres dúvidas sobre a tua saúde antes ou depois de usares substâncias psicadélicas.

Em caso de crise

Este guia refere-se apenas ao uso de substâncias psicadélicas naturais. Se usares produtos químicos, o risco de teres uma crise emocional ou física é maior. Lê aqui (em inglês) o que deves fazer se isso acontecer.

O seguinte vídeo educativo da Multidisciplinarian Association for Psychedelic Studies mostra (em inglês) como os utilizadores de substâncias psicadélicas podem minimizar os riscos psicológicos:

Ligações / mais leitura

Mais um conselho: se puderes, lê informação relevante antes de tripares. É bom saberes algumas coisas sobre substâncias psicadélicas antes de teres uma experiência psicadélica. Para isso podes visitar as ligações abaixo indicadas (todas em inglês). Lembra-te: o conhecimento faz-te mais forte e pode ajudar-te a lidar com situações difíceis. E: quanto mais souberes sobre trips, mais compreensivas e agradáveis estas serão.

The psychedelic experience - Timothy Leary
Obrigatório: Leary foi o guru do LSD, e escreveu muitos livros. "The Psychedelic Experience" é o principal guia de trips para muitos psiconautas do mundo inteiro.

Gravações de Terence McKenna
Muitas horas de discursos de McKenna. Tal como Leary, Terence McKenna foi um conhecido filósofo e xamã psicadélico. Terence McKenna não é tão fácil de entender como Leary para os principiantes. Nos seus livros e palestras abrange geralmente assuntos dificeis.

The doors of perception - Aldous Huxley
Uma visão poética da experiência com mescalina pelo intelectual ldous Huxley. Uma maravilhosa introdução ao pensamento psicadélico em geral.

Spiritual & ritual use of psychoactives
Ideias do website Erowid sobre diferentes substâncias psicoactivas.

D.M. Turner's Essential psychedelic guide
Segundo Dade Murphy, "Achei este guia prático muito informativo e preciso. É mais conciso e fácil de navegar/compreender que, por exemplo, as ideias do Erowid ou os livros de Shulgin. Claro que exclui muitos pontos que outras fontes mais extensas podem incluir".


Comentários

  • Thorm 26-11-2007 00:50:12

    Simply put - GREAT article. Well written, although some points can be argued (i.e the 'Do not eat 4 hours before tripping') All in all its a very good guide for beginners to read. I am gonna use this alot, too.

  • EM 17-07-2008 07:54:04

    Hey, this is a great article that has help me a lot as I'm planning on entering in the world of psychoactive elements. I would like to know though how to avoid nausea and physical illness feelings and symptomes with larger doses of psychoactives; since it is what I am the most afraid of. If you could answer me by e-mail I would greatly apreciate it.

  • E.M. 17-07-2008 07:54:58

    but of course, to do that you would have to know my e-mail lol....
    suciayratonagalletita@gmail.com

  • bornagain? 21-12-2008 05:57:05

    Indeed wonderful information and references. I took more psychedelics in my late teens and twenties and I feel my psyche was "newer" and more malleable and tolerable to these situations and explorations. I seek different paths and serious consciousness study these days, doing psychedelics maybe once a year, now in my late 30's. I agree there is a respect needed for substance, situation, future, and meaning. I have come to know that life truly is a trip. You must embrace the journey and choose well the impact and intent of the path. Have a head about yourself and do no harm.

  • bob 13-12-2010 22:36:15

    nausea can be easily avoided by taking an anti car sickness tablet. works miracles :)

  • Monimon 07-12-2011 18:44:45

    @bob and all others: these anti-thickness tabletts contain Diphenhydramin, which is also a great and very strong hallucinogen.

  • Sparks 26-03-2012 05:11:21

    I really enjoyed the video. I have seen, way too often, people driven into even worst states by inexperienced sitters.

  • Nightwatchman 20-04-2015 07:14:19

    Great article! Proper punctuation would be a joy if employed in anything this important. The words here, and us who read them, would appreciate it…

  • R 20-04-2017 02:57:32

    Was there a typo there on the page? Where it says "Especially if you would take them within a week time, the effect will be less, giving a impressive experience. If you take them only a few times a year, the voyage will be new and fresh every time."

    I talk about this part: "the effect will be less, giving a impressive experience" how can the effect be less and give a impressive experience?

    I dont know anything about mushrooms, so maybe its all written correctly, but the sentence did not make sense to me. If you can explain, that would be great.


Junta comentário

Tens pelo menos 18 anos de idade?

Para visitar a nossa webshop, tens de confirmar que tens pelo menos 18 anos de idade.